Home / Notícias / Multas de trânsito seguem ritmo de queda em Salvador
Foto: Jefferson Peixoto/ Agecom

Multas de trânsito seguem ritmo de queda em Salvador

As multas de trânsito seguem em queda permanente em Salvador. A tendência voltou a se repetir em abril, quando o número de infrações emitidas caiu 26% em comparação ao mesmo período de 2017. Em números absolutos, isso significa uma redução de 18.532 notificações. Em abril de 2017, foram 71.813 autuações contra 53.281 emitidas no mês passado. O levantamento foi realizado pela Transalvador, confirmando uma tendência de redução, mesmo com a ampliação na fiscalização.
Motoristas também receberam menos multas no primeiro quadrimestre de 2018, em comparação com o mesmo período do ano passado, quando a emissão de notificações por infrações de trânsito caiu cerca de 15%, um percentual que representa menos 45.625 infrações. A queda se mostra ainda mais expressiva que levantamento feito no primeiro bimestre do ano, quando representou 11% de redução.
Os dados ainda confirmam tendência vista entre 2016 e 2017, quando a Transalvador já havia emitido quase 100 mil notificações a menos, embora haja constante incremento na fiscalização. As notificações por avanço de sinal vermelho, umas das infrações mais perigosas, passaram de 21.067, em 2017, para 11.316 em 2018, o que representa uma queda de 46%.
Nos quatro primeiros meses de 2017, foram 309.116 notificações emitidas pela autarquia e, este ano, o número chegou a 263.491 em igual período. Fabrizzio Muller, superintendente da Transalvador, considera que o permanente trabalho de fiscalização tem contribuído para a conscientização dos condutores. “A fiscalização é sem dúvida um instrumento eficaz de educação e redução das infrações. Tanto que já alcançamos uma redução de 51% nas mortes em função de acidentes entre 2012 e 2017, fruto de uma conscientização e disciplinaridade trânsito”, avaliou.
“Fizemos um novo levantamento e verificamos que apenas 10% dos veículos emplacados em Salvador foram notificados no primeiro trimestre de 2018. A esmagadora maioria, de 90% dos condutores, não recebeu uma multa da Transalvador sequer no período”, acrescentou. Segundo Fabrizzio Muller, o dado satisfaz e prova que o argumento da indústria de multa é uma ficção. “Estamos atingindo nosso objetivo maior, reduzir os acidentes. Temos certeza que quem respeita a lei, condutores de 90% dos veículos de Salvador, aprovam as medidas da autarquia”, declarou.
Ranking – Em 2016, a Transalvador emitiu 953.195 notificações. Em 2017, foram 857.075. Já em 2018, no primeiro quadrimestre, a campeã de registros continuou sendo transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%, mas teve redução de cerca de 7%, de 160.916 notificações para 149.127, quando comparado com o mesmo período de 2017. A segunda infração mais notificada, transitar em faixa exclusiva para ônibus, teve queda de 50,7%, de 26.364 no primeiro quadrimestre de 2017 para 12.974 registros este ano.
Neste quadrimestre, as notificações por estacionamento irregular superaram as emitidas por avanço de sinal vermelho, mas, para ambas, houve redução. A terceira mais notificada é estacionar em local proibido pela sinalização, com queda de 12.924 registros para 11.763. O avanço de sinal vermelho passou de 21.067 em 2017 para 11.316 em 2018, o que representa 46% menos infrações. Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50% teve queda de 9.520 em 2017 e 8.182 em 2018.
Compartilhe: