Home / Notícias / Seplan discute ciência, tecnologia e inovação em seminário do PDI Bahia
Foto: Reprodução

Seplan discute ciência, tecnologia e inovação em seminário do PDI Bahia

A Superintendência de Planejamento Estratégico (SPE) da Secretaria do Planejamento (Seplan) promoveu mais um Ciclo de Seminários Temáticos – Plano de Desenvolvimento Integrado (PDI) Bahia 2035 – Ciência, Tecnologia e Inovação, na terça-feira (16), com o objetivo de discutir o planejamento estratégico para Bahia a longo prazo. O evento, realizado no auditório da Seplan, foi direcionado a servidores e técnicos de diversas secretarias do Estado e instituições.
O chefe de gabinete da Seplan, Claudio Peixoto, abriu as atividades saudando os representantes do governo, das universidades, indústrias e sindicatos, em nome do vice-governador e secretário de Planejamento, João Leão, ressaltando também a importância da realização dos encontros para compreender as necessidades do Estado e continuar avançando no planejamento da gestão pública.
O PDI Bahia 2035 tem como finalidade estabelecer diretrizes para o Estado, apontando potenciais vetores de desenvolvimento, orientando a ação do Estado para a visão de futuro, além de oferecer elementos objetivos que norteiem a elaboração dos próximos planos plurianuais, Leis de Diretrizes Orçamentárias (LDO), Lei Orçamentárias Anuais (LOA), planos setoriais e planos estratégicos organizacionais.
Foram realizadas três mesas temáticas para debater a ciência, tecnologia e inovação e seu papel no desenvolvimento do Estado. O presidente da SOFTEX Nacional, Ruben Delgado, e o professor Horácio Hastenreiter, da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia (Ufba), abordaram o tema ‘Inovação Tecnológica – 4ª Revolução Industrial e Perspectivas de inovação para o Brasil e a Bahia’.
A segunda mesa debateu o tema ‘Sistema de CT&I na Bahia – Articulação Institucional em CT&I na Bahia e Marco Legal da CT&I’, ministrada pelo coordenador do Centro de Supercomputação e Inovação Industrial do Senai Cimatec, Adhvan Furtado, e o professor e coordenador de Transferência de Tecnologia do NIT-UESC, Gesil Amarant. Eles reforçaram a importância de consolidar a articulação institucional em CT&I, tornando-a dinâmica e fluida e como pensar uma estrutura de governança moderna para CT&I.
Finalizando as atividades, a terceira mesa tratou do tema ‘Inserções Tecnológicas – Educação, Tecnologia e Empreendedorismo e Tecnologias Sociais’, com o empreendedor social e idealizador da ONG Novo Jeito, Fábio Silva, e a professora da Faculdade de Educação da Ufba (Faced/Ufba) Karine Menezes.
Pensar a Bahia até o ano de 2035 com estratégias que contemplem os diversos segmentos da sociedade é o grande desafio das secretarias do Planejamento (Seplan) e de Desenvolvimento Econômico (SDE), juntamente com o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes) e em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). O objetivo é construir uma Bahia mais inclusiva e equitativa.
Compartilhe: