Home / Entretenimento / Cultura / Lazer / Prorrogado 2° Festival de Aquarela em cartaz no Solar Ferrão
Foto: Ascom/DIMUS

Prorrogado 2° Festival de Aquarela em cartaz no Solar Ferrão

O ‘2° Festival de Aquarela: Traduzindo Sonhos – 2018’ foi prorrogado até o dia 5 de maio, na Galeria do Centro Cultural Solar Ferrão, localizada no Pelourinho/Centro Histórico de Salvador. O evento, que tem o apoio da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/Ipac), vinculada à Secretaria de Cultura do Estado (Secult), busca divulgar a arte da aquarela sobre papel e sua importância para as artes plásticas no Brasil e no mundo.

“O festival mostra a dimensão e os valores artísticos da aquarela, presentes nos trabalhos de artistas das mais diversas regiões”, explica o arte-educador Luiz Firmino Soares Neto. Ele também é professor da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), que, por meio da Pró-reitoria de Extensão, apoia o evento. Estão sendo expostas 37 obras de tamanhos variados em molduras de até 50 X 70cm.

Promovido por Luiz Neto Atelier, Associação Brasileira de Aquarela e da Arte Sobre Papel (ABA) e International Watercolor Society – Brazil (IWS), o festival tem a participação de artistas de Salvador, Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), São Paulo (SP) e Vitória (ES). As obras de arte são originais, realizadas nos últimos dois anos com 99% da técnica de aquarela. A visitação no Ferrão acontece de terça-feira a sábado, sempre das 13 às 17h.

De acordo com o professor Luiz Neto, a aquarela floresce na segunda metade do século 18I e na primeira metade do século 20. “A técnica é utilizada quase sempre como aguadas leves e transparentes, elaboradas com cuidado e disciplina”. Segundo ele, neste festival, participam artistas aquarelistas profissionais com exposições e premiações obtidas em cidades, como Dakar e Budapeste, ou de países como Paquistão, Índia, Itália, Hungria, Chile e Equador.

Luiz Neto é doutorado em Psicologia Social, membro da ABA e da IWS-Brazil, curador e coordenador do festival. Participou de exposições em muitas cidades brasileiras e em países como Paquistão, Bulgária, Itália e Suíça, entre outros.

 

Compartilhe: