Home / Destaque / Policiais pioneiros na fundação da COE recebem homenagem
Foto: Alberto Maraux/GOVBA

Policiais pioneiros na fundação da COE recebem homenagem

Treze policiais civis (delegados e investigadores), pioneiros na fundação e solidificação da Coordenação de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil, foram homenageados, na sexta-feira (16), em comemoração aos seus 25 anos de atuação da unidade, que funciona no Aeroporto Internacional de Salvador. O evento, na sede, contou com participação do delegado geral, Bernardino Brito, e de toda a cúpula da instituição, representantes da Polícia Federal, Forças Armadas, além de familiares e amigos.

Receberam os certificados das mãos de Brito e do coordenador da COE, André Viana, os delegados Geraldo José Souza Costa e Arthur Gallas, além dos investigadores Hipólito Paulino Ribeiro, Antônio Raimundo Novaes de Santana, Weber Lorentz de Araújo Rastelli, Antônio Monteiro Borges, Luís Fernando Bastos Figueiredo, Expedito Sá Júnior, Carlos Rogério de Souza Oliveira, Marcos Cezar Moraes de Mello, Hunei Lemos Lordello e José Julimar Cavalcante. O investigador Álvaro Castro, carinhosamente chamado de Mestre Álvaro, que faleceu no ano passado, também foi lembrado, sendo representado no ato por um dos filhos.

“Vinte e cinco anos não são 25 dias. Quero, em nome de todos os integrantes da instituição, parabenizar a COE, nossa elite para missões de alto risco. Desejo vida longa a unidade”, afirmou Brito, quee anunciou a liberação para implantação de novos cursos.
Entre os agraciados, seis investigadores continuam na unidade desempenhando importantes papéis. Expedito Sá Júnior é o responsável por ministrar as capacitações de tiro. Todos os policiais civis do estado passam por treinamentos regulares, na COE, ou nos cursos itinerantes.

Já Luís Fernando Bastos Figueiredo comanda o Canil da unidade. Os cães da COE são utilizados nas megaoperações da Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP) , em ações integradas com forças de segurança federais e também em treinamentos, “Damos o sangue aqui, treinando diariamente, porque, quando estamos nas ruas, sangue de inocente não pode escorrer. Continuaremos firme no combate à criminalidade, ao lado da população baiana”, afirmou André Viana.

 

Compartilhe: