Home / Destaque / Plano de Abastecimento de Água da RMS envolve sociedade civil
Foto Ilustratiiva

Plano de Abastecimento de Água da RMS envolve sociedade civil

Mais um passo foi dado pela Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado (SIHS) em prol do Plano de Abastecimento de Água da Região Metropolitana de Salvador (RMS), que engloba a capital e os municípios de Simões Filho, Camaçari, Mata de São João, Dias D’Ávila, São Sebastião do Passé, Pojuca, Candeias, São Francisco do Conde, Madre de Deus, Itaparica, Vera Cruz, Santo Amaro e Saubara.

Com o propósito de garantir a efetiva participação social no desenvolvimento da ação, o órgão implementou Plano de Mobilização, que tem o objetivo principal de criar as condições necessárias para o envolvimento de representações da sociedade civil, instituições públicas, governos municipais e entidades privadas, garantindo o acesso à informação e o diálogo participativo para a construção pactuada de propostas. O plano tem prazo de conclusão em fevereiro de 2016 e beneficiará 3,6 milhões pessoas. Os recursos são da ordem de R$ 7 milhões.

A largada foi dada com uma reunião no município de São Sebastião do Passe, esta semana, na Câmara Municipal da cidade, para avaliar a situação do abastecimento de água no município e ainda a participação e controle social, saúde e impactos ambientais.

“Isso tudo de forma a se construir um diagnóstico participativo local, levando em conta que a meta do Plano de Abastecimento é planejar os sistemas de abastecimento de água, garantindo o fornecimento em quantidade e qualidade satisfatória para as demandas da região, através de ações com viabilidade técnica, econômica e social”, afirmou o secretário Cássio Peixoto.

Participaram do evento o prefeito do município, Janser Mesquita, e o diretor de Saneamento Urbano da SIHS, Geraldo de Senna Luz, e equipe de técnicos, além de secretários municipais, vereadores e representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Instituto Ambiental Martin Pescador e Associação de Moradores do Brejo Grande, entre outras representações da sociedade civil.

Cássio Peixoto explicou que apesar de os municípios de Santo Amaro e Saubara não pertencerem à RMS, estes estão sendo contemplados porque Saubara possui projeto que busca a integração ao sistema do município de Santo Amaro, o qual é abastecido pelo sistema integrado de Salvador. A ação tem prazo de conclusão em fevereiro de 2016 e beneficiará 3,6 milhões pessoas. Os recursos são da ordem de R$ 7 milhões.

 

Secom/BA

 

 

Compartilhe: