Home / Destaque / Plano Aeroviário do Estado é apresentado em Salvador
Na foto: Marcus Cavalcanti, Secretário Estadual de Infraestrutura
Foto: Elói Corrêa/GOVBA

Plano Aeroviário do Estado é apresentado em Salvador

Com a expectativa de investimentos da ordem de R$ 800 milhões nos 20 principais aeroportos, nos próximos anos, por meio do poder público e de concessões, o Governo do Estado, via Secretaria de Infraestrutura, apresentou na manhã desta terça-feira (28), no auditório da Seinfra, em Salvador, o Plano Aeroviário do Estado da Bahia (PAEBahia).

Além das metas e investimentos previstos para o setor da aviação na Bahia até o ano de 2033, o PAEBahia reúne dados geográficos e socioeconômicos dos municípios baianos que possuem aeroportos. A apresentação foi realizada durante seminário, que reuniu também representantes da Secretaria de Aviação Civil (SAC) da Presidência da República e da iniciativa privada, como a Azul Linhas Aéreas S/A.

De acordo com o secretário Marcus Cavalcanti, a elaboração e apresentação do plano evidenciam os avanços que a Bahia tem conquistado no setor da aviação. “Colocamos 20 aeroportos no plano de investimentos do governo federal, estamos construindo o novo aeroporto de Vitória da Conquista [no sudoeste] e, junto com o governo federal, preparando a licitação para o aeroporto de Barreiras, entre outros aeroportos. Temos 82 aeroportos e aeródromos de propriedade do governo estadual e 92 pistas de pouso e aeroportos particulares, que são de uso privativo”.

Na ocasião, Cavalcanti informou que os terminais aéreos de Lençóis (Chapada Diamantina), Guanambi (sudoeste) e Barreiras (oeste) serão ampliados e os de Ilhéus (sul) e Feira de Santana (centro-norte) devem receber um incremento nos respectivos terminais de cargas. “Está em fase de conclusão o estudo para a construção de uma nova pista para pouso de aviões de cargas em Feira de Santana”. Produtos farmacêuticos e hortifrutigranjeiros estão entre os que são transportados via aérea na Bahia.

Redução fiscal

O decreto que reduz a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o combustível (querosene) para voos regionais de 17% para até 7% foi sancionado em 2013 e contribuiu para a ampliação do número de municípios beneficiados com linhas regulares. Atualmente, a Bahia possui nove aeroportos que oferecem rotas comerciais no interior do estado, nas cidades de Ilhéus, Porto Seguro, Feira de Santana, Teixeira de Freitas, Valença, Lençóis, Barreiras, Paulo Afonso e Vitória da Conquista. “Nem todos sabem, mas todos os sábados tem voo direto de Valença para São Paulo”, disse Cavalcanti.

Secom/BA

 

Compartilhe: