Home / Destaque / Namorados, Copa e São João dão oportunidade de vendas em junho
Foto: Divulgação

Namorados, Copa e São João dão oportunidade de vendas em junho

Junho é um mês com diversas atividades que podem render oportunidade de vendas para o comércio varejista de Salvador e Região. É o período que reúne Dia dos Namorados, as festas juninas, e este ano também tem os jogos da Copa do Mundo de Futebol. A CDL Salvador estima para o mês um aumento nas vendas de aproximadamente 5% em relação ao mesmo período do ano passado. Para o Dia dos Namorados, o tíquete médio deverá ser em torno de 120 reais.

A expectativa da CDL Salvador é baseada em análise de mercado, no momento do país, e considera inclusive a recente crise de abastecimento provocada pela paralisação dos caminhoneiros. “É um momento delicado, onde o país tenta ajustes para uma estabilidade econômica, mas ainda há muita incerteza. O segmento está atento com os rumos da economia e com as iniciativas do governo neste momento”, diz o presidente da CDL Salvador, Alberto Nunes.

Nunes, entretanto, avalia que é um mês importante e deve ser aproveitado pelos lojistas para atrair o consumidor e aumentar o movimento. “Esse é um dos períodos de bom apelo junto ao público. O Dia dos Namorados ainda oferece o presente em mão dupla, quem recebe também dá, aumentando o fluxo e a capacidade de vendas”, explica.

O Dia dos Namorados é a quarta data em vendas do varejo baiano – vem depois do Natal, Liquida Salvador e Dia das Mães. Para o período, os segmentos que mais movimentam as vendas são os de vestuário, calçados, bolsas, chocolates, celulares, cosméticos e perfumes, floricultura, joias e bijuterias, relógios e livros.

Além do Dia dos Namorados, o mês de junho registra grande movimento de mercado vinculado aos festejos juninos. Há aumento na procura por alimentos e produtos típicos do São João, com aumento nas vendas principalmente para setores de supermercados e serviços, e também nos segmentos de vestuário, como jeans, camisas quadriculadas, saias, botas e chapéu.

A Copa do Mundo de Futebol também oferece oportunidades, especialmente para o segmento de material esportivo, alimentos e bebidas, brinde e suvenir, supermercados, transportes, bares e restaurantes.

Compartilhe: