Home / Redação TEC / Homem quer escavar lixão em busca de HD que jogou fora com mais de R$ 320 milhões em bitcoins
Foto: Reprodução

Homem quer escavar lixão em busca de HD que jogou fora com mais de R$ 320 milhões em bitcoins

O galês James Howells se prepara para, em 2018, iniciar uma verdadeira caça ao tesouro. Só que em vez de ilhas paradisíacas ou cavernas ocultas há anos, seu local de escavação será um lixão na cidade de Newport, no País de Gales, onde ele diz estar um HD de sua propriedade com mais de R$ 320 milhões em bitcoins.

O dinheiro transformado em lixo é fruto de um grande erro, pelo qual Howells não lamentou por anos, até ver as moedas digitais atingindo patamares históricos. De profissional do ramo de TI, ele percebeu que poderia muito bem ser um milionário, não fosse o fato de suas valiosas moedas estarem enterradas há anos em um lixão da cidade europeia.

Ele disse ter começado a minerar bitcoins ainda em 2009, logo que o dinheiro digital foi lançado e muito antes de se tornar o que é hoje. Ele fez isso em um notebook da marca Dell, armazenando localmente o que seriam 7.500 unidades da moeda. A quantia, na cotação do momento em que esta reportagem é escrita, equivale a R$ 322,9 milhões.

Com o passar do tempo, o computador foi ficando obsoleto, o que levou Howells a desmontá-lo e vender suas peças. Ele permaneceu com o HD, guardando-o em uma gaveta, até 2013, quando, em uma mudança, o disco rígido acabou sendo jogado fora por engano. Ele permanece enterrado desde então em um aterro da cidade, que o homem, agora, espera autorização para escavar.

Ao mesmo tempo em que trabalha com as autoridades municipais para obter a permissão, ele também orça os custos com pessoal, equipamentos e, principalmente, segurança, necessários para realizar a caça ao tesouro. Ele diz ser capaz de determinar de forma aproximada a localização do HD pelo tempo desde que ele foi enterrado, mas admite que se trata de um trabalho perigoso, pois escavar um lixão também significa lidar com a emissão de gases e outros materiais tóxicos, além do risco de incêndio.

Desde já, Howells admite: será um projeto caro e trabalhoso. Entretanto, novamente, estamos falando de mais de R$ 320 milhões, dinheiro mais do que suficiente para cobrir todos os custos relacionados à empreitada, deixando ainda uma boa sobra para que ele viva muito bem pelo restante da vida, além de deixar uma herança polpuda para seus descendentes. Isso, claro, considerando que ele efetivamente encontre o HD, e que ele esteja em bom estado para recuperação das moedas. Senão, só vai sobrar a dívida.

A prefeitura de Newport não se pronunciou sobre o pedido de autorização feito por Howells, não confirmando nem negando uma possível aprovação – ou não. Enquanto isso, o galês comenta, em reportagens na imprensa, sobre possíveis custos legais envolvidos na escavação, dando a entender que estaria disposto a fazer isso mesmo indo contra a lei – novamente, se encontrado, o dinheiro seria mais do que suficiente para cobrir o valor de processos, multas e outras punições.

Compartilhe: