Home / Destaque / Estado terá mais de 5 mil quilômetros de estradas recuperadas até o fim do ano
Foto: Manu Dias/Secom

Estado terá mais de 5 mil quilômetros de estradas recuperadas até o fim do ano

A Bahia vai alcançar a marca de mais de cinco mil quilômetros de estradas em recuperação até o fim de 2018. Além das obras feitas nos últimos três anos, em 1,3 mil quilômetros, a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) vai ampliar as intervenções estruturantes no estado. Aliada a esta ação está em execução a primeira parte do Programa de Restauração e Manutenção de Rodovias Estaduais (Premar II).
A primeira etapa do Premar II está recuperando 1.668,02 quilômetros, com investimentos de R$ 310 milhões do Banco Mundial. O benefício alcança cerca de dois milhões de habitantes em mais de 50 cidades. Além da pavimentação, o contrato prevê a realização de serviços de manutenção durante cinco anos. Entre os trechos em andamento estão a BA-210, entre Juazeiro e Paulo Afonso, BA-172, Jaborandi e São Félix do Coribe e o Anel da Soja, no oeste baiano. Uma segunda parte do programa, que responde por outros dois mil quilômetros, aguarda que o governo federal libere o empréstimo feito junto ao Banco Europeu.
“Apesar de todas as dificuldades que estamos enfrentando, inclusive de boicote do governo federal, o Governo da Bahia está executando um amplo programa de recuperação de estradas para melhorar as condições de tráfego das rodovias baianas. Sabemos a importância que estradas em boas condições representa para a economia dos municípios e, principalmente, para a população interiorana. Continuaremos trabalhando com empenho para ampliar, cada vez mais, o número de estradas totalmente recuperadas e pavimentadas em nosso Estado”, afirma o governador Rui Costa.
As melhorias nas estradas contribuem para levar desenvolvimento para o interior baiano. “Além do Premar, temos um cronograma com outros investimentos, como a PPP [Parceria público-privada] que prevê a recuperação do Sistema BA-052, que envolve a Estrada do Feijão, o trecho entre Xique-Xique e Barra, e a construção de ponte sobre o Rio São Francisco”, ressalta o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti.
 
Banco do Brasil
Ter investimentos retidos não é novidade para o Governo do Estado. Em dezembro de 2017, o Banco do Brasil liberou para os baianos, após ordem judicial, o empréstimo de R$ 600 milhões que estava aprovado desde agosto. Com isso, a Secretaria de Infraestrutura pôde dar continuidade aos projetos de recuperação das estradas baianas.
Entre os trechos beneficiados e em execução, estão São Felix – São Roque do Paraguaçu; Marcionílio Souza – Itaetê; Sobradinho – Sento Sé; Morro do Chapéu – Jussara; Antas – Sítio do Quinto; Aramari – Ouriçangas e Santo Antonio de Jesus – Amargosa. Do total repassado para o Estado da Bahia a Seinfra absorveu aproximadamente R$ 295 milhões.
Além disso, os recursos também serão utilizados em trechos que estão em licitação, como Itajuípe – Coaraci e Ipiaú – Dario Meira.