Home / Destaque / Com domingo sem ônibus, rodoviários alertam para impasse nas negociações da Campanha Salarial

Com domingo sem ônibus, rodoviários alertam para impasse nas negociações da Campanha Salarial

Salvador ficou sem ônibus neste domingo. Terminais e estações de transbordos ficaram desertos por conta da paralisação de advertência de 24h realizada pelos rodoviários. O movimento foi um alerta à população e às autoridades para o impasse nas negociações da Campanha Salarial 2018.

“A categoria aderiu ao movimento. O recado foi claro: não vamos aceitar corte de direitos e não aceitamos a desculpa da crise. Não somos responsáveis por ela, nós cumprimos a nossa parte”, enfatizou o presidente do Sindicato dos Rodoviários da Bahia, Hélio Ferreira. A categoria já aprovou a greve geral por tempo indeterminado para quarta-feira, dia 23, mas Hélio destaca que o Sindicato continua aberto ao diálogo.

Nesta segunda-feira (21), uma nova reunião de conciliação está agendada com a Superintendência Regional do Trabalho (SRT), às 9h, no Sumaré. “Esperamos que o patronal apresente alguma proposto porque até agora, com 50 dias de campanha, não houve uma única contrapartida a nossa pauta de reivindicações. Pior, a proposta deles foi de retirada de direitos, isso não vamos aceitar”, reforça Hélio. Na terça-feira, àd 15h, a categoria se reúne em assembleia permanente, no Ginásio dos Bancários, para avaliar a proposta e confirmar ou não a greve de quarta.

A categoria reivindica 6% de reajuste salarial, 10% no ticket alimentação, manutenção dos postos de trabalho dos cobradores entre outros itens. “Eles alegam que não podem dar aumento por causa da crise. Mas quando eles estavam nadando de braçada, não estavam preocupados em repartir o bolo”, ressalta o diretor de imprensa do Sindicato, Daniel Mota.