Home / Redação TEC / Cientistas criam Implante cerebral que aumenta a memória em 30%
Foto: Reprodução

Cientistas criam Implante cerebral que aumenta a memória em 30%

O que já vimos em tramas de ficção científica como no filme Ghost in the Shell, hoje se tornam realidade, um grupo de cientistas conseguiu criar um implante cerebral que promete aumentar as capacidades de desempenho da memória de quem o usar.

O avanço tecnológico, originalmente relatado pela New Scientist, foi criado por cientistas da Universidade da Califórnia do Sul, que optou pelo nome “Prótese de Memória”, que consiste de um implante feito de eletrodos, projetado para ser colocado no cérebro humano.

O dispositivo pretende imitar a forma como as memórias são processadas de forma natural, por meio de pequenos choques elétricos no hipocampo, a região do cérebro envolvida na aprendizagem e na memória, conseguindo assim um aumento no desempenho até 30 %, de acordo com seus testes realizados.

Para alcançar esses resultados, os cientistas organizaram um grupo de 20 voluntários que estavam equipados com eletrodos para participar de um jogo de memória com 75 segundos entre cada imagem a lembradas.

A partir dessas sessões, os pesquisadores estudaram o comportamento dos neurônios no cérebro dos voluntários para definir quais regiões foram ativadas ao usar a memória durante as sessões do jogo.

Depois, houve uma segunda sessão onde o implante estimulou as áreas específicas do cérebro com pequenas descargas elétricas que imitavam padrões normais de atividade cerebral.

Os números obtidos durante os experimentos levaram à conclusão de que este tipo de implantes seriam de grande ajuda em pacientes com deficiências na memória.

Compartilhe: