Home / Brasil / CAIXA amplia acesso ao saque do FGTS no exterior

CAIXA amplia acesso ao saque do FGTS no exterior

A CAIXA ampliou o acesso ao saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) no exterior. Agora, brasileiros residentes no Suriname, na Venezuela, na Guiana, na Guiana Francesa, na Colômbia, na Bolívia, no Canadá e na Austrália também terão acesso ao serviço. Com a ampliação, os trabalhadores brasileiros que moram fora do país passam a contar com o atendimento em 54 consulados brasileiros distribuídos por 24 países em quatro continentes.

Os novos postos de atendimento serão instalados nas cidades de Paramaribo, no Suriname, Ciudad Guayana, Puerto Ayacucho e Caracas, na Venezuela, Georgetown, na Guiana, Caiena, na Guiana Francesa, Bogotá, na Colômbia, La Paz, na Bolívia, Toronto, Montreal, Vancouver e Ottawa, no Canadá, e Sydney e Camberra, na Austrália.

Iniciado em 2010, o atendimento do FGTS nos consulados brasileiros já era realizado na Alemanha, na Argentina, na Áustria, na Bélgica, na Espanha, nos Estados Unidos, na França, na Holanda, na Inglaterra, na Irlanda, na Itália, no Japão, no Paraguai, em Portugal, na Suíça e no Uruguai. Nesse período, mais de R$ 120 milhões foram liberados para mais de 3.600 trabalhadores.

Para efetivar o saque, o residente no exterior deve atender aos critérios do FGTS, como contrato de trabalho no Brasil rescindido sem justa causa, extinção normal do contrato de trabalho brasileiro a termo, aposentadoria concedida pela Previdência Social brasileira, permanência do trabalhador por três anos ininterruptos fora do regime do FGTS ou permanência da conta vinculada por três anos ininterruptos sem crédito de depósito, para afastamento ocorrido até 13/07/1990.

O pagamento é realizado em até 15 dias úteis após a entrega da documentação, creditado em conta bancária no Brasil de titularidade do trabalhador ou de alguém de sua confiança. Mais informações estão disponíveis no site da CAIXA.

 

Agência Caixa de Notícias

Compartilhe: